Comissão Eleitoral Especial em Portugal

A comissão Eleitoral Nacional no âmbito da atualização do recenseamento eleitoral para às eleições presidenciais 2016, fez deslocar a Portugal o Membro Adllander Matos a fim de empossar os membros da Comissão Eleitoral Especial de Portugal, coordenar, constituir a equipa dos agentes recenseadores e também para dar formação aos mesmos de forma a estarem aptos para manuseamentos dos equipamentos e conhecer as boas práticas e condutas de um membro e agente recenseador. Os membros e os agentes foram enviados pelos partidos políticos com assento parlamentar.

Após a conclusão da fase preliminar, deu-se início no dia 5 de Março o processo de atualização do recenseamento eleitoral em todas as localidades identificadas, onde existem são-tomenses, tais como Amadora, Queluz, Cacém, S. Marcos, Oeiras, Cascais, Rio de Mouro, Algueirão, Sintra, Zonas Limítrofes, URB Terraços da Ponte, Camarate, Charneca, Galinheiras, Prior Velho, Fetais, Apelação, Catujal, Unos, Portela de Sacavém, Vale da Figueira, Babadela, Via Longa, Bairro de Angola, Almada, Cova da Piedade, Sobrada, Laranjeiro, Feijó, Quinta do Chegadinho, Corroios, Santa Marta de Corroios, Cruz de Pau, Quinta da Princesa, Paivas, Fogueteiro (Jamaica) e outras, bem como uma equipa fixa no Consulado de São Tomé e Príncipe em Portugal e teve o seu termino no dia 2 deste mês de Abril.

No entanto, os trabalhos correram bem, embora algumas dificuldades encontradas no terreno mas que conseguimos ultrapassar, para dizer que conseguimos superar a nossa previsão. Este feito só foi possível graças a boa equipa de trabalho, a dinâmica implementada pelo coordenador e a disponibilidade dos membros e agentes recenseadores. Aproveitamos para agradecer a todos os membros da CEE e os agentes recenseadores pela boa colaboração nesse período de trabalho de deslocação.

Por direito próprio cada círculo eleitoral fica representado na Assembleia Nacional por quatro Deputados. O número restante de Deputados que compõem a Assembleia Nacional, de acordo com o artigo 16.º, será distribuído proporcionalmente ao número de cidadãos eleitores inscritos em cada círculo eleitoral. 

Anterior Comissão Eleitoral Especial em Angola
Seguinte Comissão Eleitoral Especial para Gabão